Radiola em Transe

Radiola em transe rugindo o verbo da rua ruminando a palavra crua brilhando azulejos na parede nua radiola em transe rasgando o pano da tristeza pintando as cores da natureza sarando a pele da delicadeza radiola em transe riscando o fogo da alegria nas bolachas das padarias nas escolas e esquinas da periferia radiola em transe acionando pedais gigs e beats aplacando dores edemas artrites tocando pedras raggas baladas e hits em kombis fuscas mavericks radiola em transe no volume mais alto transando a língua no palco na areia quente do asfalto radiola em transe balançando bundas pernas e panças entornando o coquetel de pajelanças espalhando um arsenal de esperanças radiola em transe dando carambelas e pulitricas solando guitarras elétricas batucando nas escadarias psicodélicas radiola em transe nas praças porões terrenos baldios sampleando sonhos nos espaços vazios por dias meses anos a fio radiola em transe em todas as sombras e becos do centro pulando da ponte abrindo a boca da fonte dentro radiola em transe misturando água vinho manga e sal juçara coco verde carimbó nacional arrotando jeneve no carnaval radiolando a transe regando o gogó do cantor na veia jugular do cantador batucando crioula mina terreiro tambor radiola em transe em trânsito nas quebradas e canais pintando o sete nos quintais na rua onde não há teto e somos iguais em transe

Lancamento CD Radiola em Transe

15/12/16 – Escadaria da Rua do Giz, Centro Histórico, São Luís – MA

Fotos: Laila Razzo
Biografia

Biografia

Apesar de individualmente Alê e Luciana terem trilhado caminhos diferentes no passado (o primeiro é mais ligado ao universo pop, já Luciana sempre esteve associada ao mundo do reggae), o encontro dos dois mostra influências em comum, que vão desde a música regional do Maranhão e do Caribe, até elementos musicais herdados do tropicalismo e referências eletrônicas. “É um passeio pela música de ontem e de hoje, do Brasil e do mundo. Quem nos ouve e vê, pode identificar essa estética sonora e visual”, afirma Alê.

Quem é quem?

Alê Muniz

O trabalho do cantor e compositor é resultado de mais de 20 anos de convívio com a música popular do Maranhão, suas andanças e mudanças pelo mundo. A liberdade de criar, transformar e adaptar sonoridades diversas faz dele um artista que está sempre em busca de ampliar seu universo musical. “Não gosto de rótulos. Não quero limites”, diz.

Eleito quatro anos seguidos como o melhor compositor do Estado pela imprensa maranhense, Alê Muniz gravou seu primeiro CD em 1996. Iê Mama foi produzido pelo papa da musica eletrônica Mitar Subotic, o Suba, e foi indicado ao extinto Prêmio Sharp.

Luciana Simões

A cantora e compositora é uma das fundadoras da banda de reggae Mystical Roots e foi vocalista da Natiruts, o que lhe proporcionou alguma visibilidade no cenário nacional e viagens internacionais. Além da aproximação com a musica jamaicana, Luciana desenvolve um trabalho de pesquisa em São Luis, com ritmos como tambor de crioula, salsa e carimbó.

A artista cursou a Universidade Livre de Música Tom Jobim. Escolheu como foco de estudo a Era do Rádio. Cantoras como Elizeth Cardoso, Dolores Duran, Dalva de Oliveira e Maísa, têm grande influência em sua formação. “Criolina é um pouco de tudo isso, do lirismo do passado à música pop contemporânea”, diz ela.

Discografia

Discografia

Agenda

Agenda

Aguarde novas datas

Vídeos

Vídeos

Contato

Contato

PRODUÇÃO E SHOWS
Luciana Simões
Fone: (98) 98237-5686
E-mail: contato@criolina.com.br